segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Prefeitura de Itararé realiza Audiência Pública para criação do Parque Municipal da Barreira.

O local abriga remanescentes do Cerrado paulista e também as Andorinhas, além de outras espécies.
A Prefeitura de Itararé através de suas Coordenadorias de Turismo e de Meio Ambiente realizou audiência publica na ultima quinta-feira (23) para apresentar e discutir o anteprojeto de lei que cria o Parque Natural Municipal da Barreira.


A audiência foi realizada na Câmara Municipal, a proposta prevê a criação de unidade de conservação em uma área de aproximadamente 20 hectares composta por Vegetação de cânion, Campo sujo, Vegetação antropizada, Cerrado rupestre, Cerrado sentido restrito, Espaços construídos e edificados, a fauna mais representativa é composta pela Andorinha (Andorinhão Taperá), Tamanduá, Tatu-canastra, Cascavel, Jararaca, Veado e outros animais.
O limite proposto para o Parque abrange o Rio Itararé, antiga estrada de ferro e rodovia SP-258, o evento aberto ao público reuniu diversos profissionais das áreas do meio ambiente, turismo, agronomia, reflorestamento, vereadores e populares que expuseram sua opinião.
A proposta contempla a lei que propiciara a obtenção de recursos para tornar o Parque ainda mais agradável beneficiando a população de Itararé e região ressalta o Prefeito Heliton que já trabalha em projetos junto a Secretaria de Meio Ambiente Estadual.


O Parque recebe cerca de 1500 pessoas por mês entre visitantes, turistas e alunos da rede publica no trabalho de Educação Ambiental.
Para o Coordenador de Turismo Edilson Moraes esse modelo é uma tendência nacional, onde a abertura para a atividade turística ajuda na preservação natural do Parque.
 O Cerrado é um dos biomas brasileiros que mais vem sendo degradado com o passar dos anos, uma vez que possui poucas áreas protegidas por lei.
O Parque da Barreira fica no sul de São Paulo na divisa com o estado do Paraná e necessita dessa iniciativa para proteger sua rica fauna e flora, destaca o Coordenador de Meio Ambiente Luis Alberto.
O Projeto de Lei segue para o Departamento Jurídico da Prefeitura para a sua finalização e posteriormente será encaminhado à Câmara Municipal.

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Etec de Itararé, vestibulinho para o curso de Técnico em Guia de Turismo, modalidade Ead – on line.

ATENÇÃO, você que tem interesse em atuar na área do Turismo, seja como guia em atrativos municipais e regionais, excursões e outras viagens, não perca essa oportunidade, estão abertas na ETEC de Itararé o vestibulinho para o curso de Técnico em Guia de Turismo, modalidade Ead – on line.


GUIA DE TURISMO é o profissional que trabalha acompanhando grupos de pessoas durante excursões, passeios e viagens nacionais e internacionais. Sua função é assessorar os viajantes ou visitantes, orientando e apresentando locais e pontos turísticos.
A atuação do Guia de Turismo pode ser dividida em categorias: guia regional, guia especializado em atrativos naturais, guia nacional e guia internacional. O mercado de trabalho oferece oportunidades em hotéis, cruzeiros, agências de viagem, empresas aéreas, eventos, museus, parques, ecoturismo, turismo par prática de esportes radicais e consultoria.
A profissão de guia está regulamentada pela Lei 8.623/93 e o guia de turismo tem de ser um profissional qualificado e cadastrado no Ministério do Turismo pelo Cadastur para poder exercer a profissão. Inclusive tem de ser um profissional registrado no mínimo como autônomo na prefeitura daquela cidade.
Inscrições 14/11 a 12/12 
Informações: Etec de Itararé 

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Itararé sedia reunião da Região Turística Verde Sudoeste Paulista.

Itararé sediou, na ultima terça-feira (10), a 4ª Reunião da RT Verde Sudoeste Paulista. O encontro foi na Câmara Municipal e contou com a presença de 10 municípios da região. 
Participaram do evento 40 representantes da área do turismo, conselhos e vereadores de 15 cidades da região. O evento teve como objetivo a integração dos municípios visando o fortalecimento do turismo regional.



A reunião foi aberta pelo diretor de turismo de Itaí Alessandro Vivan, que hoje representa a interlocução da região junto ao estado, em seguida o coordenador de turismo de Itararé Edilson Moraes, apresentou a proposta de criação de roteiros, tendo como finalidade, o aumento da oferta de atrativos e de serviços. A empresa Barreto Assessoria seguiu a pauta explicando sobre a criação de um estatuto para formalização da região turística.


O encontro foi organizado pela Prefeitura de Itararé, por meio da Coordenadoria de Turismo e contou com a presença de Bom Sucesso de Itararé, Guapiara, Itapeva, Capão Bonito, Itaberá, Taquarituba, Itaporanga e Barão de Antonina.


segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Rio Itararé, Serra da Lumber e Rio Verde visto de cima

Com verba do Ministério do Turismo inicia-se a obra de reforma da Praça Adhemar de Barros em Itararé.

 A Prefeitura de Itararé, através de Convênio assinado com Ministério do Turismo, inicia a obra de Reforma e Revitalização da Praça Adhemar de Barros (Praça da Caixa d’água), o objeto do convênio é a construção do PAT – Posto de Atendimento ao Turista.
 
O projeto tem como foco principal a construção de um Centro de Apoio ao Turista, além da adequação de acessos atendendo as normas de acessibilidade. As obras contemplam as instalações que valorizará a praça e trará maior conforto aos munícipes e comerciantes, no local será construído uma sala de atendimento ao turista, reforma dos banheiros e reforma da Casa do Artesão.



segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Proibição de visitas no Mirante do Vale do Corisco, Rio Verde e outros atrativos geram prejuízo ao turismo regional.


Com a chegada do verão e dos feriados prolongados aumentam a procura por visitas na região dos cânions no sul de São Paulo e campos gerais no Paraná. O setor comercial prevê um aumento considerável pela procura por passeios nessa região que vem ganhando destaque nacional por suas belezas naturais.
Esse período sinaliza uma melhora significativa na economia dos municípios que pertencem a essa região através do trade turístico, que são os hotéis, pousadas, restaurantes, lanchonetes, postos de combustível, pequenos proprietários rurais e principalmente as agências de receptivo e os guias turísticos (monitores ambientais).
A proibição de alguns atrativos tem gerado descontentamento dos investidores do setor e cancelamento de passeios, o caso que tem gerado mais dificuldade é do Mirante do Vale do Corisco, localizado na divisa dos estados paulista e paranaense o Vale chama a atenção por sua beleza cênica, segurança e facilidade de acesso, porém desde que a multinacional chilena Arauco Soluções Ambientais assumiu a propriedade as visitas nessa área foram proibidas, o caso é considerado temporário pela empresa para avaliação de procedimentos, mas gera insatisfação e afastamento de novos investidores no turismo regional.
Além do Mirante do Vale do Corisco estão proibidos o acesso a Cachoeira do Funil, Poço do Encanto e Cidade de Pedra em Sengés e toda a extensão do Rio Itararé, que incluem o Vale do Segredo e Mirante do Panetone em Itararé.
Em Itararé a situação se agrava, visto que mais de 20 km do Rio Verde estão na área da reflorestadora Suzano Papel e Celulose, e também estão proibidas as visitas turísticas e de educação ambiental.
A Coordenadoria de Turismo de Itararé e Comtur – Conselho Municipal de Turismo cumpre seu papel de mediador e pede paciência ao trade turístico porque dependem da decisão das empresas citadas e avisam que as visitas sem autorização nessas áreas podem gerar ações na justiça.

Prefeitura de Itararé realiza Audiência Pública para criação do Parque Municipal da Barreira.

O local abriga remanescentes do Cerrado paulista e também as Andorinhas, além de outras espécies. A Prefeitura de Itararé através de s...